Em aconteceu no inverno autora independente conto cyberbullting kdp kindle unlimited slut-shaming thaisa lima

Resenha: Aconteceu no inverno - Thaisa Lima

Conto: Aconteceu no outono
Autora: Thaisa Lima
  Editora: Independente (KDP)
Páginas: 58
Nota:⭐⭐⭐
Livro lido em parceria com a autora

Sinopse

O que você faria se um vídeo íntimo seu fosse exposto na internet?

Tábata Castillo passou 34 anos lutando para manter sua imagem perfeitamente intacta.

Sua vida se resumiu ao trabalho e o preço a pagar foi a solidão. Por incentivo de uma pessoa, resolveu entrar em sites de relacionamento para conhecer gente nova e um vídeo íntimo seu caiu na rede, viralizando e acabando com a imagem perfeita que ela tanto lutou para manter.

Sofrendo cyberbullying e desesperada, ela vai em busca de ajuda e acaba tendo uma surpresa.

Será possível reconstruir a vida depois dessa tragédia?
Da mesma autora de Minha Resiliência, Aconteceu no inverno é o segundo conto da série As Quatro Estações.


Minha opinião

Não muito tempo, postei aqui a resenha de Aconteceu no Outono, um conto bem rapidinho, leve, romântico e que fala sobre a superação do luto.

Eu já sabia que Aconteceu no Inverno não se tratava de uma continuação, mas Thaisa Lima soube arrematar muito bem os dois contos.

Nesse conto, acompanhamos Tábata. Conhecemos ela brevemente por telefonemas em Aconteceu no Outono porque ela é a melhor amiga de Duda que atualmente mora em São Paulo.

Embora o luto seja algo real também, nesse conto me senti mais próxima da protagonista porque foi uma identificação total com Tábata. Tábata é gordinha e com a autoestima no chão. Alô, alô, olha eu aqui. Felizmente nossas semelhanças param aí.

Tábata está solteira tem um bom tempo e por insistência de sua cunhada, acaba baixando o Tinder e é aí que a vida dela vira de cabeça para baixo.

O "príncipe" que ela acha ter encontrado no aplicativo é um sapo asqueroso e Tábata acaba com um vídeo íntimo vazado na internet e sofre cyberbullying e slut-shaming, como se fosse crime uma pessoa solteira ter sexo casual.

"Continuei a olhar os comentários e não consegui controlar as lágrimas, rolando transparentes e pesadas, por meu rosto."

Não bastassem os comentários horríveis na internet e os olhares tortos das pessoas na empresa, Tábata também perde seu emprego... Mas é óbvio que ela não vai deixar isso barato e pra isso, ela vai acabar contando com a ajuda de uma velha amizade que ela nem esperava, e nem queria reencontrar.

Da série Quatro estações da Thaisa Lima, esse até agora é meu favorito. Além de levantar várias questões importantes a serem discutidas, nesse eu não senti tanta falta de aproximação aos personagens porque embora tenha quase a mesma quantidade de páginas do anterior, Tábata já foi introduzida anteriormente e outros personagens que aparecem aqui não precisam de muitos detalhes para conhecermos.

Além de Duda, Marcelo e Tábata que era o casal e eu já conhecia e a protagonista, preciso falar da Fernanda, vulgo fada sensata, aqui. Fernanda é a estagiária de Tábata na empresa e dá o maior apoio à ela, além de trazer um pouco de sanidade para a cabecinha de Tábata nas horas de explosão. Simplesmente amei! Ansiosa pelo Aconteceu na primavera!

Você pode adquirir o livro aqui.
Gratuito para Kindle Unlimited.

Por Amanda Rocha

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

2 Comentários

Em editora valentina livro polêmico proibido resenha livro tabitha suzuma

Resenha: Proibido - Tabitha Suzuma

Livro: Proibido
Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina
Páginas: 330
Nota:⭐⭐⭐⭐

Sinopse

ELA é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.

ELE é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.

ELES são irmão e irmã.

Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Os livros de Tabitha Suzuma foram indicados para diversos prêmios, entre eles a Carnegie Medal, o Waterstone´s Book Prize, o Jugendliteraturpreis e o Branford Boase Book Award. Ela foi premiada com o Young Minds Award, o Stockport Book Award e o Premio Speciale Cariparma para Literatura Europeia. Proibido foi lançado com enorme sucesso na Alemanha, Itália, Estados Unidos, Dinamarca, Grécia e Espanha, entre outros países.


Minha opinião

[ATENÇÃO: A RESENHA A SEGUIR TEM CONTEÚDO POLÊMICO]

Maya e Lochan são irmãos e melhores amigos, eles sempre foram unidos, mas depois que o pai os abandonou e a mãe não assume suas obrigações de mãe, eles acabam se vendo obrigados a tomar conta dos irmãos menores para manter unida o resto da família.

Maya é sonhadora, imagina que no futuro as coisas vão melhorar, que a família vai conseguir passar por todo sofrimento que a vida reservou para eles incólumes.

Lochan é pé no chão, extremamente inteligente só acredita no que está diante dos seus olhos e o que ele pode ver não é nada otimista.

Involuntariamente, os irmãos acabaram assumindo os papéis de pai e mãe da família, papéis que adolescentes de 16 e 17 anos nunca deveriam ser obrigados a assumir. Quando um caía o outro estava lá pra ajudar a levantar.

Maya e Lochan passam tanto tempo assumindo responsabilidades juntos que acabam se apaixonando.

Proibido é um livro extremamente difícil de ler, tanto pelo fato de ver os irmãos lidando com uma mar alcoólatra que não dá a mínima pros filhos porque o marido a abandonou com os filhos, quanto pela questão do incesto, tanto que tinha partes que eu não li, não tive sangue frio pra isso.

Entendam que esse livro não é um romance, não podemos romantizar um assunto desses, mas o livro também traz outros aspectos, como a carga emocional que os adolescentes precisam aguentar, pelo fato do livro ser narrado alternadamente pelos irmãos a gente conseguia sentir exatamente o que eles estavam sentindo, a Maya que queria ser uma adolescente normal, sair com os amigos e tudo mais, mas não podia porque tinha que voltar pra casa pra tomar conta dos irmãos, o Lochan que não conseguia falar com ninguém da escola devido a uma ansiedade social.

Esse livro tem um conteúdo extremamente polêmico, mas quando pegarem pra ler, tentem olhar além do incesto, claro que não estou pedindo pra ignorar e achar normal e lindo, mas o livro também aborda outras questões importantes. Inclusive o final que me destruiu.

Você pode adquirir o livro aqui. Gratuito para Kindle Unlimited.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

2 Comentários

Em conto folclore kdp kindle unlimited saci terror tiago toy três assobios

Resenha: Três assobios - Tiago Toy

Conto: Três assobios
Autor: Tiago Toy
Editora: Independente (KDP)
Páginas: 18
Nota:⭐⭐⭐⭐

Sinopse

Diego é um menino imaginativo que preferia estar entre livros ou assistindo a um bom filme de Lovecraft em vez do churrasco o qual foi submetido pelos pais. Após uma brincadeira sobrenatural com sua avó, envolvendo uma conhecida figura do folclore, Diego consegue convencer seu pai a levá-lo para casa. Entretanto, a imaginação tem dois lados e pode pregar peças nada agradáveis.


Minha opinião

Diego tem 11 anos e o que não lhe falta é imaginação, pudera, vive cercado de livros, mas também adora filmes, mas o que Diego não gosta mesmo é de interagir com as pessoas e sempre que pode, ele evita.

Nem preciso dizer que Diego detestou quando os pais disseram que teria um churrasco para ir, claro que o menino fez de tudo para ficar em casa, mas os pais fizeram questão que o garoto tivesse um momento de interação.

Chegando no churrasco Diego tem uma agradável surpresa, ele encontra a sua avó, que o menino adora devido as histórias de terror que ela conta, e é claro que no churrasco não seria diferente, então ele logo tratou de pedir a avó que lhe contasse uma história.

Como não podia ser diferente, a avó adora o neto e faz de tudo para agradar, então conta ao neto a história do Saci, o que nem avó e nem neto esperavam é que uma simples história desencadearia uma séria de acontecimentos desastrosos.


A escrita de Tiago Toy é apaixonante, em poucas páginas ele consegue desenvolver uma trama envolvente e com isso aguça a curiosidade do leitor, mas por mais que tente, você nunca vai adivinhar esse final e acredite, também não está preparado para o desfecho dessa história macabra. 

Você pode adquirir o conto aqui. Lembrando que o conto é gratuito para quem tem Kindle Unlimited.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

0 Comentários

Em #12mesescomClarice2020 centenário clarice lispector clarice lispector conto editora rocco resenha todos os contos Uma galinha

Resenha - Uma galinha - Clarice Lispector #12mesescomClarice2020


Livro: Todos os contos

Conto: Uma galinha
Autora: Clarice Lispector
  Editora: Editora Rocco
Nota:⭐⭐⭐
Projeto #12mesescomClarice2020

Sinopse

Dona de uma obra que cruza fronteiras geográficas e de gênero, Clarice Lispector é considerada atualmente uma das mais importantes escritoras do século XX. Nesta coletânea, que reúne pela primeira vez todos os contos da autora num único volume, organizada pelo biógrafo Benjamin Moser, é possível conhecer Clarice por inteiro, desde os primeiros escritos, ainda na adolescência, até as últimas linhas. Essencial para estudantes e pesquisadores, para fãs de Clarice Lispector e iniciantes na obra da escritora, Todos os contos foi lançado nos Estados Unidos em 2015, figurando na lista de livros mais importantes do ano do jornal The New York Times e colecionando importantes prêmios. Agora é a vez de os leitores brasileiros (re)descobrirem por completo esta contista prolífica e singular e seu planeta habitado por bichos, homens e sobretudo mulheres, que se revelam, nas mãos de Clarice, maravilhosos em meio à alegria e ao horror da existência.


Minha opinião

Olha, eu confesso que assim que terminei esse conto tive que ficar o digerindo para compreender por se tratar de uma metáfora.

Aqui temos uma galinha. Ainda viva, mas prestes a perder sua vida para ir para panela.

Lutando por sua vida, ela foge pelos telhados sendo perseguida pelo seu dono esperando pelo menos poder adiar aquela morte.

A sensação de liberdade era muito grande, a galinha se sentia feliz em se ver esperançosa. No entanto, ao parar para se deliciar com o momento é alcançada pelo seu dono, arrastada e colocada com certa violência em seu devido lugar.

É então que a galinha põe um ovo e tudo muda. Apenas a menina da casa a observava e diz que era errado matá-la após ela ter colocado um ovo, pois ela só queria o bem deles. O pai, se sentindo culpado por ter a perseguido antes dela pôr um ovo, se junta a ela concordando que a galinha deveria viver.

A galinha então vira a rainha do lar. Embora não se sentisse totalmente feliz por se manter presa e sonhando com o dia que fugiu e a liberdade que sentiu, ela vai ficando e ficando até virar mais uma galinha qualquer.


Nesse conto eu senti que muitas vezes é assim que as mulheres eram vistas: uma galinha qualquer. Elas poderiam sonhar com a liberdade, independência, mas se manterem presas em casamentos por conveniência.

Dar um filho para seu marido fazia toda diferença, mas no fim elas não passavam de mais uma mulher naquela sociedade machista, e embora tivessem a esperança de se verem livres, eram destinadas a viver da mesma forma que qualquer outra mulher naquela época.

E colocando para a época atual também podemos pensar: muitas vezes ficamos apenas sonhando em realizar algo e nunca agimos para fazer. Um dia pode ser tarde demais e tivemos uma vida inteira de zona de conforto e conformismo.

Mais um conto para refletir bastante!

Você pode adquirir o livro aqui.

Por Amanda Rocha

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

3 Comentários

Em ainda sou eu como eu era antes de você depois de você editora intrínseca jojo moyes livro louisa clark resenha romance trilogia

Resenha: Ainda sou eu - Jojo Moyes

Livro: Ainda sou eu
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 400
Nota:⭐⭐⭐⭐

Sinopse

Sequência dos romances Como eu era antes de você e Depois de você, que arrebataram o coração de milhares de fãs, Ainda sou eu conta, pela perspectiva delicada e bem-humorada de Lou Clark, uma história comovente sobre escolhas, lealdade e esperança.

Lou Clark chega em Nova York pronta para recomeçar a vida, confiante de que pode abraçar novas aventuras e manter seu relacionamento a distância. Ela é jogada no mundo dos super-ricos Gopnik — Leonard e a esposa bem mais nova, e um sem-fim de empregados e puxa-sacos. Lou está determinada a extrair o máximo dessa experiência, por isso se lança no trabalho e, antes que perceba, está inserida na alta sociedade nova-iorquina, onde conhece Joshua Ryan, um homem que traz consigo um sopro do passado de Lou.

Enquanto tenta manter os dois lados de seu mundo unidos, ela tem que guardar segredos que não são seus e que podem mudar totalmente sua vida. E, quando a situação atinge um ponto crítico, ela precisa se perguntar: Quem é Louisa Clark? E como é possível reconciliar um coração dividido?

Sequência dos romances Como eu era antes de você e Depois de você, que arrebataram o coração de milhares de fãs, Ainda sou eu conta, pela perspectiva delicada e bem-humorada de Lou Clark, uma história comovente sobre escolhas, lealdade e esperança.

Minha opinião

[ATENÇÃO: CONTÉM SPOILER DO LIVRO "COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ" E "DEPOIS DE VOCÊ"]

Último capítulo da jornada da nossa querida Louisa Clark.
Lou finalmente foi para Nova York. Lá ela se vê em um emprego onde é cercada por pessoas ricas e poderosas, no início ela fica um pouco deslocada, mas logo se lembra do que Will disse sobre viver intensamente, então logo ela se adapta a vida glamourosa.

Seus patrões são os Gopnik, que são ricos e poderosos, mas como toda família também tem seus problemas e o papel de Lou é ser assistente pessoal da Sra. Gopnik, o que se mostra uma tarefa difícil.

"Pensei em como somos moldados pelas pessoas que nos cercam e como precisamos ser cuidadosos ao escolhê-las exatamente por esse motivo. Então pensei também que, apesar de tudo, no fim talvez seja necessário perder todas elas para de fato descobrirmos quem somos."

Aparentemente tudo está ótimo, tirando o fato de Lou ter deixado o namorado Sam em Londres, o que os força a viver um romance a distância, o que se torna muito difícil quando Lou conhece um jovem executivo que é a cara de Will Traynor. Será que Louisa vai ficar com o coração balançado?

No meio de tanto confusão e glamour temos a senhora De Witt, que de início se mostra uma velha ranzinza e insuportável, mas que no decorrer do livro se mostra uma personagem muito cativante, apesar da língua afiada, não podemos esquecer de mencionar o seu charmoso cãozinho, o Dean Martin.

"Durante algum tempo, você vai se sentir pouco à vontade em seu novo mundo. É sempre estranho ser arrancada de sua zona de conforto."

Nesse desfecho podemos observar claramente o amadurecimento da Lou, no primeiro livro no início temos uma mulher acomodada sem nenhuma ambição, que larga tudo em Londres para viver o sonho americano, é inegável que o Will deixou uma grande lição para Lou, mas devo confessar que o fato dela sempre trazer a memória dele à tona me incomoda um pouco.

Enfim, é um bom livro, melhor do que o anterior, mas não chega aos pés de Como eu era antes de você, é legal pra saber como finaliza a história da Lou, mas se quiser ler só o primeiro e encerrar por aí, pode tranquilamente.

Você pode adquirir o livro aqui.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

0 Comentários

Em como eu era antes de você depois de você editora intrínseca jojo moyes livro romance trilogia

Resenha: Depois de você - Jojo Moyes

Livro: Depois de você
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Nota:⭐⭐⭐⭐

Sinopse

Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.

Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.

Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

Minha opinião

[ATENÇÃO: CONTÉM SPOILER DO LIVRO "COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ".]

Após a morte de Will, Lou se vê solitária em um apartamento que comprou no centro de Londres, trabalhando em um aeroporto e não tendo contato com família e amigos.

Lou está sem nenhuma expectativa de vida e para piorar após uma bebedeira ela cai do terraço, o que a permite conhecer Sam, que é o paramédico que a socorre.

"Mas eu sabia muito bem que a persona que escolhemos apresentar ao mundo pode ser bem diferente da que existe no íntimo."

Diante do acidente e da experiência de quase morte Lou decide que precisa dar um guinada na própria vida e começa a planejar as mudanças, mas tudo vai por água abaixo quando uma pessoa do passado de Will aparece e obriga Lou a mudar seus planos.

Como eu era antes de você se tornou um dos meus livros preferidos da vida e quando eu soube da continuação torci o nariz no primeiro momento, mas mesmo assim resolvi ler.

"Não quero que toda minha felicidade dependa de outra pessoa, não quero ser refém de destinos que não consigo controlar."

O livro demora bastante pra pegar ritmo, é horrível ver a Lou no fundo do poço, já que ela sempre foi super alegre, mas é claro que o motivo por ela estar assim é plausível.

A questão de personagens novos me incomodou, Lily e Sam que são os novos personagens inseridos na história da Lou não me agradaram, são personagens que não conseguiram me cativar nadinha, principalmente o Sam e confesso que eu passei o livro todo torcendo pra eles não ficarem juntos.

"Amei um homem que me mostrara o mundo, mas que não me amara o suficiente para permanecer nele."

Apesar de ter torcido o nariz, o livro é bom pra rever a Lou que como eu disse é uma personagem bem querida e é interessante saber como ela ficou depois que perdeu o Will e como tocou a vida.

Você pode adquirir o livro aqui.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

0 Comentários

Em como eu era antes de você editora intrínseca jojo moyes livros livros que viraram filmes resenha romance

Resenha: Como eu era antes de você - Jojo Moyes

Livro: Como eu era antes de você
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Nota:⭐⭐⭐⭐

Sinopse

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.

Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.


Minha opinião

Dia desses conversando com a Priscila até nos surpreendemos de não termos resenha dessa trilogia da Jojo Moyes ainda aqui, aí lembramos que a lemos antes de ter o blog.

Para quem não sabe, esse livro é o nosso favoritinho de romance. Mas o que ele tem de tão especial?

Caso você ainda não conheça o enredo, em Como era antes de você conhecemos Louisa Clark e Will Traynor.

Imagina você ser um viciado em trabalho, bem-sucedido, aventureiro, esportista e com uma namorada linda, e de repente ver tudo isso sumir? Foi isso que aconteceu com Will Traynor.

Um belo dia, saindo para o trabalho já atrasado, em meio a uma ligação telefônica se distrai ao atravessar a rua e acaba sendo atropelado por um moto. E desde então, Will nunca mais foi o mesmo. Will fica tetraplégico após o acidente. O sorriso dele some, as aventuras não mais existem e sua namorada o abandona...

Louisa Clark é a típica garota de cidade do interior. Ela está ali apenas vivendo, sem pensar muito adiante, contente com o pouco que recebe, presa em um relacionamento por puro conformismo.

Sem muita experiência no currículo, assim que o café onde ela trabalha precisa fechar as portas, ele recorre a um banco de empregos e vendo que não há muito o que exigir, resolve tentar uma vaga de cuidadora. E é aí que o caminho de Will e Louisa se esbarra.

"Durante algum tempo, você vai se sentir pouco à vontade em seu novo mundo. É sempre estranho ser arrancada de sua zona de conforto. Mas espero que fique animada também. Sua expressão, quando voltou da aula de mergulho naquele dia, me disse tudo: você tem ambição, Clark. É destemida. Mas escondeu essas qualidades, como quase todo mundo."

Will é extremamente ranzinza por se sentir muito incomodado de precisar de todo mundo para fazer tudo e por ter sido sempre muito independente antes do acidente.

Louisa, apesar de não ter experiência como cuidadora, sempre lidou com público e é muito bem-humorada. Então, de início a personalidade dos dois se choca. Will demora muito se abrir e Louisa continua insistindo até conseguir arrancar essa máscara que Will colocou depois do acidente.

E é inevitável não se encantar com o crescimento do relacionamento dos dois. Will ensina muito sobre a vida para Louisa que sempre se manteve ali, a encoraja a viver mais além daquela vida pequena que ela vive e Louisa traz os sorrisos de volta para Will.

No entanto, a mãe de Will esconde de Louisa o real motivo de querer contratar uma mulher jovem para cuidar do filho e espera que a jovem possa entrar na vida de Will para tirar de sua cabeça a ideia de que a vida não vale mais a pena.

Como eu era antes de você é um romance diferente de tudo que li. Os personagens são muito bem construídos, a cada página a gente se apega e torce mais pelo casal e além de tudo isso, ainda traz um tema muito importante a ser discutido porque a gente cria uma empatia tão grande por Will que por mais que doa, a gente acaba entendo suas razões.

E não acho que o livro seja só sobre como a Louisa era antes do Will porque ela também acrescenta muito na vida dele. E, apesar de ser uma trilogia, eu acho o enredo desse livro tão bem finalizado que pode ser tranquilamente lido como um volume único.

Um livro para ler com a caixinha de lenços de papel ao lado e terminar com mil reflexões na mente sobre o que a gente está fazendo da nossa vida. E a adaptação cinematográfica estrelada por Emilia Clarke e Sam Claflin é uma das melhores que já vi.

E vocês já leram esse livro? Gostaram? Espero que tenham gostado da resenha e não se esqueçam de viver, apenas vivam bem. Apenas vivam.

Você pode adquiri-lo aqui.

Por Amanda Rocha

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

4 Comentários