Em drama editora novo conceito gratuito história jardim de inverno kindle unlimited kristin hannah resenha

Resenha: Jardim de inverno - Kristin Hannah

Livro: Jardim de inverno
Autora: Kristin Hannah
  Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas.

A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história.

Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são.

“Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento.”
– Publishers Weekly

A história que sua mãe conta é como nenhuma outra já ouvida por elas antes — uma história de amor cativante e misteriosa que dura mais de sessenta anos e parte da Leningrado congelada e devastada pela guerra até o Alasca, nos dias atuais. A obsessão de Nina por esconder a verdade as levará a uma inesperada jornada ao passado de sua mãe,  onde descobrirão um segredo tão chocante, que abala a estrutura da família e muda quem elas acreditam ser.


Minha opinião

Meredith e Nina Whiston não sabem porque sua mãe Anya sempre foi tão fria com as duas, mesmo quando elas eram ainda crianças.

As duas seguiram caminhos diferentes, Meredith ficou perto de casa pra cuidar da família e Nina viajou o mundo para seguir sua profissão de fotojornalista, mas quando o pai delas fica doente elas acabam tendo seus caminhos unidos novamente.

Durante esse tempo que as irmãs se juntam entre elas e também com sua mãe, aproveitam para tentar descobrir o motivo da frieza de sua mãe, visto que suas filhas já têm idade pra entender, Anya resolve abrir o jogo e surpreende a todos com uma linda e triste história de amor perdido.

O livro tem uma grande carga emocional, se trata de um drama com um final muito surpreendente, além de trazer uma grande lição, o livro também tem uma carga histórica. Leitura perfeita pra quem adora um drama.

Você pode adquirir o livro gratuitamente aqui, caso tenha Kindle Unlimited.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

1 Comentários

Em faro editorial faroniacos marcos debrito marcus barcelos resenha rodrigo de oliveira terror psicológico tiago toy victor bonini vozes do joelma

Resenha: Vozes do Joelma - Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos, Victor Bonini e Tiago Toy

Livro: Vozes do Joelma
Autores: Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcellos, Victor Bonini e apresentação de Tiago Toy
  Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

Marcos DeBrito, Rodrigo de Oliveira, Marcus Barcelos e Victor Bonini são autores reconhecidos pela crueldade de seus personagens e grandes reviravoltas nas narrativas.

As mentes doentias por trás dos livros A Casa dos Pesadelos, O Escravo de Capela, Dança da Escuridão, Horror na Colina de Darrington, Quando ela desaparecer, O Casamento, Colega de Quarto, e da série As Crônicas dos Mortos, se uniram para criar versões perturbadoras sobre as tragédias que ocorreram em um terreno amaldiçoado, e convidaram o igualmente perverso Tiago Toy para se juntar na tarefa de despir os homicídios, acidentes e assombrações que permeiam um dos principais desastres brasileiros: o incêndio do edifício Joelma.

O trágico acontecimento deixou quase 200 mortos e mais de 300 feridos, além de ganhar as manchetes da época e selar o local com uma aura de maldição. Esse fato até hoje ecoa em boatos fantasmagóricos que envolvem a presença de espíritos inquietos nos corredores do prédio e lendas sobre lamúrias vindas dos túmulos onde corpos carbonizados foram enterrados sem identificação.

Algo que nem todos sabem, é que muito antes do Joelma arder em chamas no centro de São Paulo, o terreno já havia sido palco de um crime hediondo, no qual um homem matou a mãe e as irmãs e as enterrou no próprio jardim.

Devido às recorrentes tragédias que marcaram o local, há quem diga que ele é assombrado por ter servido como pelourinho, onde escravos eram torturados e executados. E sua maldição já fora identificada pelos índios, que deram-lhe o nome de Anhangabaú: águas do mal. Se as histórias são verdadeiras não se sabe... 

A única certeza é que a região onde ocorreu o incêndio tornou-se uma mina inesgotável de mistérios. E, neste livro, alguns deles estão expostos à loucura de autores que buscaram uma explicação.


Minha opinião

Quem me conhece sabe que sou muito fã de terror psicológico e suspense. Conheci o trabalho do Marcos DeBrito esse ano com o livro "A casa dos pesadelos", tive a oportunidade de conhecê-lo na Bienal e virei fã.

Assim que vi esse lançamento lá, já fiquei muito instigada porque a tragédia do Edifício Joelma é uma das mais chocantes que ocorreram no Brasil e que eu e Priscila já conversamos algumas vezes sobre.

Então quando surgiu a ideia de criar o fã-clube e leitura coletiva da Faro Editorial com a Ana do Café com Leitura, a Fernanda do Conduta Literária e o Gustavo do Leitura Enigmática, o Faroníacos, a escolha foi unânime: a primeira leitura seria Vozes do Joelma.

E que livrão, minha gente! Os contos se baseiam em fatos reais envolvendo o Edifício Joelma, com exceção do último, que é do Victor Bonini.

O primeiro conto, "Os mortos não perdoam", do autor Marcos DeBrito, fala sobre o Crime do Poço, um crime bem chocante que ocorreu em 1948 e chocou pela frieza e banalidade do motivo pelo qual levou um professor da USP matar suas irmãs e sua mãe e enterrar no poço de casa. Esse endereço, mais tarde, viria a ser do Edifício Joelma.

O segundo conto, "Nos deixem queimar", escrito pelo autor Rodrigo de Oliveira, fala um pouco do dia da tragédia usando artifícios sobrenaturais para deixar o clima ainda mais angustiante.

O terceiro conto, "Os treze", do autor Marcus Barcelos, fala um pouco sobre o mistério das 13 almas, que basicamente envolve relatos de pessoas que ouvem manifestações no cemitério onde estão enterradas as 13 pessoas não identificadas que morreram dentro do elevador do Edifício Joelma quando tentavam se salvar das chamas. Por já se tratar de um caso bem sobrenatural, o conto traz uma carga mais dramática.

O quarto e último conto, "Homem na escada", do autor Victor Bonini fala de um possível sobrevivente vivendo no Edifício Joelma em tempos futuros do dia da tragédia e um caso envolvendo mortes misteriosas.

Todos os contos foram brilhantemente desenvolvidos e não sei se deixei meu lado fã falar mais alto, mas meu conto favorito foi o do Marcos DeBrito. No entanto, é bom ressaltar que todos souberam muito bem trazer o sobrenatural com maestria e que mais uma vez afirmo que o terror/suspense nacional está em ótimas mãos.

E o que falar das introduções do Tiago Toy? O autor soube trazer o tom de cada conto, fazendo com que já iniciássemos a leitura cheios de expectativas. Foi meu primeiro contato com o autor e mesmo que sendo bem breve, já pude perceber a qualidade da escrita dele.

E gente, o que falar desse debate que tivemos no Faroníacos? Foi simplesmente memorável! Contamos com a presença do Tiago Toy e Marcus Barcelos que foram super solícitos e tiraram várias dúvidas do pessoal. Falamos sobre planos futuros, repercussão da obra, enfim, "Só quem viveu sabe, Gabi".

Quer participar dos próximos debates e leituras coletivas? Procure a gente no Faroníacos.

Você pode adquirir o livro aqui.

Por Amanda Rocha

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

1 Comentários

Em detalhe final editora arqueiro harlan coben myron bolitar romance policial suspense

Resenha: Detalhe Final - Harlan Coben

Livro: Detalhe final
Autor: Harlan Coben
  Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

Toda verdade tem dois lados - um deles pode ser mortal.

O agente esportivo – e detetive ocasional – Myron Bolitar está num verdadeiro paraíso. Divide uma praia caribenha com Terese, uma mulher deslumbrante que acabou de conhecer – uma forma perfeita de se recuperar da perda recente de uma amiga querida.

Seu retiro é interrompido por Win, seu amigo e parceiro em inúmeras investigações. Ele não traz boas notícias: um dos clientes mais antigos e
Myron, o problemático Clu Haid, arremessador dos Yankees, foi assassinado e a principal suspeita é Esperanza, melhor amiga e sócia de Myron.

De volta a Nova York, Myron está determinado a provar a inocência de Esperanza, mas os obstáculos são maiores do que imaginava. Para desvendar o crime, Myron terá de encarar o submundo nova-iorquino e abrir feridas antigas que podem ser o seu fim.

Com reviravoltas, cenas e diálogos inesquecíveis, temperados com um delicioso humor, Detalhe final tem tudo o que fez de Harlan Coben um fenômeno literário e vai surpreender o leitor até a última página.


Minha opinião

Mais um livro do Harlan Coben lido e como sempre, da série Myron Bolitar, que é um dos meus personagens preferidos do mundo literário todo.

Quando se trata de Harlan Coben não tem muito o que dizer, quem costuma ler os livros do autor sabe que ele tem uma fórmula pro sucesso, que na minha opinião dá super certo com os livros dele.

Nessa nova aventura, Myron e Win tentam provar a inocência de sua melhor amiga Esperanza, que foi acusada de matar um dos clientes da MB Representações, Clu Haid.

Como todos os livros do Harlan esse também tem aquela reviravolta que quando você acaba o livro fica de queixo caído e pensando “gente, mas como assim?”

Para quem nunca leu nenhum livro do Harlan Coben recomendo começar lendo qualquer um da série Myron Bolitar, especialmente o Quando ela se foi.

Você pode adquirir o livro aqui.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

4 Comentários

Em amores de outrora ana claudia de angelo conto de amor na rua do ouvidor lgbt romance de época the books editora

Resenha: Amores de Outrora - Autores diversos

Livro: Amores de Outrora
Autores: Diversos Montes
  Editora: The Books
Páginas: 158
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

Quem disse que as histórias de amor entre pessoas do mesmo sexo são atuais, pode estar  equivocado.

Não é quando e muito menos como ele nasce. O amor simplesmente acontece, seja hoje, amanhã, no passado ou ainda aqueles que atravessam épocas.


Esta antologia reunirá contos românticos LGBT+ em épocas que sentir e expressar o amor de uma forma não "convencional" era proibido.

Para viver um amor agora foi preciso acontecer amores de outrora.




Minha opinião

Quem me conhece, sabe que não sou uma pessoa de romances de época, mas na Bienal eu ganhei dois presentes: conhecer minha amiga Ana do Café com Leitura e ser presenteada com esse livro lindo do qual ela participou.

E que grata surpresa, gente! Tenho gostado muito de ler enredos LGBTs e me vi ficando emocionada com esse livro.

Óbvio que por causa da escrita deles, mas também por pensar que se até hoje se sofre tanto com homofobia, o quão triste não era ter que esconder quem se era para se manter vivo?

E o livro passou a ter um significado ainda maior depois das cenas lamentáveis enfrentadas por todos na Bienal com a censura pelo prefeito da cidade do Rio de Janeiro.

Mas, vamos ao que interessa. O livro é de deixar aquele nozinho na garganta e não posso deixar de evidenciar como Conto de Amor na Rua do Ouvidor me emocionou. Todos os contos falam sobre ser resistência, uns com finais felizes, outros nem tanto...

Ana Claudia conseguiu em poucas palavras trazer uma história de amor intensa com um final surpreendente e de aquecer o coração. E me encantou ver tantos detalhes históricos no conto dela porque fica bem claro o quanto ela pesquisou e estudou para tal, e nada me encanta mais em contos e livros que lidam com História que perceber o cuidado e dedicação do autor.

Deixo menção honrosa para Espero que não perca da autora Maria Freitas também. Um conto que mostra que amor de verdade não se extingue com a distância e que me encheu os olhinhos de lágrimas no final.

Super recomendado! Você pode adquirir aqui.


Por Amanda Rocha

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

2 Comentários

Em autor brasileiro autor nacional ficção científica geração editorial leonardo alkmin paralelos sci-fi

Resenha: Paralelos - Leonardo Alkmin

Livro: Paralelos
Autor: Leonardo Alkmin
  Editora: Geração Editorial
Páginas: 432
Nota:4,5⭐

Sinopse

Em um terrível acidente rodoviário, Alexandre morre, mas seu irmão gêmeo Vítor, surpreendentemente, sobrevive.

No entanto, ao despertar numa dimensão  paralela, autossuficiente e resguardada por instâncias elementares, como o Horizonte de Energia, o Conselho, Deus e os anjos, Alexandre descobre que deveria ter sido salvo e Vítor morrido, equívoco que coloca em risco todo o funcionamento do cosmos.

Embora em dimensões diferentes, os gêmeos precisarão lutar para restaurar o equilíbrio do Universo.

Uma aventura fantástica, surpreendente e rica em seus detalhes mais sutis, que arrebata o leitor com todas as suas surpresas e revelações a cada capítulo, além de conquistá-lo com seus personagens ora cativantes, ora assustadores, porém sempre muito interessantes e bem construídos.


Minha opinião

Vítor e Alexandre são irmãos gêmeos e estão na estrada no ônibus escolar participando de uma excursão, mas um trágico acidente acontece e tira a vida de Alexandre.

Quando Alexandre se vê em uma dimensão paralela, descobrimos que ele deveria ter sobrevivido e seu irmão Vitor é quem deveria ter morrido e de alguma forma isso abala o equilíbrio do cosmo e agora uma aventura fantástica começa em busca de equilíbrio.

Paralelos é um livro de ficção cientifica escrito por um brasileiro, então em um primeiro momento pode assustar, mas não deixem que um receio te obrigue a fazer um julgamento errado.

Leonardo Alkmim tem uma escrita muito, muito boa, os personagens são bem construídos, os diálogos são bem elaborados. É verdade que não é uma leitura fácil, mas se tratando de ficção cientifica podemos esperar isso.

O desfecho que o autor deu também é muito satisfatório, ele dá todas as explicações e não deixa nenhuma ponta solta. Paralelos é um ótimo livro pra quem quer saber como um autor nacional se sairia escrevendo ficção cientifica.

Você pode adquirir o livro aqui.

Por Priscila Biancardi

Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

1 Comentários

Em Andrea killmore Bom dia Darkside books editora darkside ilana casoy Raphael montes resenha suspense thriller Verônica

Resenha: Bom dia, Verônica - Raphael Montes e Ilana Casoy

Livro: Bom dia, Verônica
Autor: Raphael Montes e Ilana Casoy
  Editora: DarkSide Books
Páginas: 256
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

A rotina da secretária de polícia Verônica Torres era pacata, burocrática e repleta de sonhos interrompidos até aquela manhã.

 Um abismo se abre diante de seus pés de uma hora para outra quando, na mesma semana, ela presencia um suicídio inesperado e recebe a ligação anônima de uma mulher clamando por sua vida.

Verônica sente um verdadeiro calafrio, mas abraça a oportunidade de mostrar suas habilidades investigativas e decide mergulhar sozinha nos dois casos.

Um turbilhão de acontecimentos inesperados é desencadeado e a levam a um encontro com lado mais sombrio do coração humano.


Minha opinião

Antes de iniciar esse livro minhas leituras estavam fluindo bem devagar depois de ler "Menina má". Como estava muito curiosa e sabendo que Raphael Montes é minha zona de conforto, optei em pegar logo em Bom dia, Verônica e não me arrependo nem um pouco.

Mais uma vez Raphael Montes acerta em trazer o pior do ser humano e aliado à Ilana Casoy, traz mais realidade ao enredo.

Acompanhamos Verônica, a secretária de um delegado extremamente desagradável e machista.

Depois de presenciar o suicídio de uma mulher que foi desacreditada pela polícia depois de passar por um golpe, mesmo sem o consentimento de seu chefe, decide investigar por conta própria.

Ao sair da delegacia, os jornalistas curiosos acabam perguntando mais sobre o caso e Verônica fala o básico. Ela só não contava que sua aparição na TV encorajaria uma mulher a denunciar seu marido.


Verônica agora se vê investigando dois casos apenas com a ajuda de seu colega de trabalho, Nelson.

Mas óbvio que não seria só isso, né? Os dois homens envolvidos estão metidos em crimes horrendos e têm empregos que os camuflam perfeitamente.

O ritmo desse livro não é crescente. É absolutamente o tempo todo alto, sendo assim impossível de largá-lo!

O final não chega a ser tão previsível, apesar de nos capítulos finais irmos encaixando as peças e desvendando como finalizará, mas é o final perfeito.

O fechamento do livro é sensacional e justifica o porquê do pseudônimo.

O livro traz uma crítica forte ao quanto as mulheres são desacreditadas, seja no casamento, em denúncias ou no trabalho e claro, fala muito sobre feminicídio. Um tema muito importante a ser discutido.

Quer entender mais sobre a caixa e os passarinhos? Eu também estava curiosa, mas aqui não dou spoiler. Você terá que verificar com seus próprios olhos.


Agora estou ainda mais ansiosa para ver a adaptação que será feita pela Netflix. Livro recomendadíssimo!

Você pode adquirir aqui.

Por Amanda Rocha



Leia Mais

Compartilhe Tweet Pine

5 Comentários