Em crepusculo é a vez do edward editora intrínseca fantasia intrínseca leitura coletiva livro lua nova midnight sun releitura resenha revivendo forks romance saga crepusculo

Resenha: Lua Nova - Stephenie Meyer

Livro: Lua Nova
Autora: Stephenie Meyer
  Editora: Intrínseca
Páginas: 401
Nota: 
🍎Livro lido no #RevivendoForks
⚠️Contém spoiler. Segundo livro da saga Crepúsculo.


Sinopse

O segundo livro da série que vendeu mais de 15 milhões de exemplares em todo o mundo, Lua nova alcançou o primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times.

Para Bella Swan, há um coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward já resgatara Bella das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando...

Legiões de leitores que ficaram em transe com o best-seller Crepúsculo estão ávidos pela seqüência da história de amor de Bella e Edward. Em Lua nova, Stephenie Meyer nos dá outra combinação irresistível de romance e suspense com um toque sobrenatural. Apaixonante e cheia de reviravoltas surpreendentes, essa saga de amor e vampiros segue rumo à imortalidade literária.

Com direitos vendidos para mais de 40 países e para o cinema, Lua nova chegou às telas em 2009, em filme protagonizado por Kristen Stewart, Robert Pattinson e Taylor Lautner e dirigido por Chris Weitz.


Minha opinião

Primeiramente eu devo dizer que nem sei como Bella consegue chegar inteira até o último livro porque agora além da cicatriz da mordida adquirida em Crepúsculo, em Lua Nova recebeu pontos de Carlisle depois de parar com cacos de vidro no braço após cortar o dedo em um papel com vampiros em volta.

Esse sempre foi meu livro menos favorito da saga, achei até que não conseguiria reler, mas surpreendentemente fluiu bem, relembrei tudo que me incomodou, mas também achei muitas coisas agradáveis.

Vou começar dizendo o que me incomoda nesse livro. Eu entendo que Bella está com depressão depois da partida de Edward, mas mesmo depois de se aproximar de Jacob e se sentir melhor ela age de forma estúpida se arriscando a morrer só para ouvir a voz de Edward.

E Edward, bem, ele se afastou pela segurança de Bella depois de Jasper quase perder o controle, só que ele conhece bem a Bella, ele poderia ter deixado a família partir e ficar para protegê-la e o que ele realmente pensava que Victoria faria depois de perder James? Era óbvio que retornaria. Como bem disse Alice: Ele foi um tolo por pensar que Bella podia sobreviver sozinha. Nunca vi ninguém com tamanha tendência à idiotice letal.

Pelo menos, por fim ele percebe que foi egoísta e Bella cai na real que ele tem Charlie, Renée e Jacob que se importam com ela e que a vida dela não pode se resumir a somente Edward.

Passada a raiva com eles, vamos ao pontos positivos do livro. As referências e comparações com Romeu e Julieta são muito boas e bem feitas. E foi ótimo nesse livro ver um pouco mais de Charlie como ele se esforça para deixar a filha mais confortável e preocupado com o bem-estar dela. Sem dúvidas foi um dos meus personagens favoritos no livro.

Sobre os lobisomens, ai gente, o Jacob é um amor. Mesmo sabendo que Bella não o via com os mesmos olhos apaixonados dele, ele tá lá sempre a apoiando em tudo e catando todos os cacos de Bella que Edward deixou ao partir. E eu simplesmente amo como os lobisomens são calorosos e como se tratam como uma família bem-humorada.

Identifiquei em Jacob algumas semelhanças com Edward: ele também sente medo de perder o controle e assim que se transforma em lobisomem fica com o sentimento de ter virado um monstro.

E por fim vamos falar sobre os vilões que surgiram nesse livro: os Volturi. Não é segredo para ninguém que Aro Volturi é meu vilão favorito de livros. Além de achar a explicação sobre os Volturi, o local onde se instalam e até mesmo o feriado de São Marcos muito bem arquitetada, o Aro é um vilão super elegante, doido e divertido. Ele talvez seja o vampiro que mais se aproxime de vampiros mais clássicos que vemos pela ficção, que mata rindo.

Enfim, mais uma releitura finalizada no #RevivendoForks e eu sou só animação para o próximo, Eclipse, que é sem dúvidas meu favorito!

Você pode adquiri-lo aqui.

Por Amanda Rocha

Posts Relacionados

3 comentários:

  1. Li toda a Saga Crepúsculo e "Lua nova" foi a quer mais sofri para ler, achei bem arrastada a história, mas recomendo para quem assistiu ao filme e deseja conhecer o livro agora.

    ResponderExcluir
  2. Olá Amanda, tudo bem? Eu realizei a leitura da série ainda no auge da fama, peguei todos os livros emprestados de uma amiga e li! Sinceramente, não fiquei viciada na história como muitos amigos meus, gostei mais das fanfics criadas na época do que da história em si. Pra mim, foi uma leitura que me deixou com vontade de conhecer outros livro, de descobrir outros tipos de gêneros literários, porque na época eu lia muitos clássicos nacionais. Gostei da sua resenha!

    ResponderExcluir
  3. Lembro da época que eu era adolescente e essa série estava na moda. Eu tentei ler, mas nunca senti emoção nenhuma. Parei justamente nesse livro, a parte em que ela fica deprimida é beeeem arrastada. Mas se tem tantos fãs é porque outras pessoas apreciam.

    ResponderExcluir