Em distopia editora suma o concorrente o sobrevivente reality show richard bachman stephen king the running man

Resenha: O concorrente - Stephen King

Livro: O concorrente
Autor: Stephen King
  Editora: Suma
Páginas: 312
Nota:


Sinopse

Reality shows, o uso de aviões como armas e até a volta das microssaias...

A mente visionária de Stephen King já previa tudo isso em 1982, quando escreveu O Concorrente. Em 2025, um homem sem dinheiro para tratar a filha doente tenta a sorte num programa de TV do qual ninguém jamais saiu vivo. Escrevendo sob o pseudônimo de Richard Bachman, King se aventura no terreno da ficção-científica. No ano de 2025 de Bachman, a TV domina as casas e drogas são vendidas em máquinas automáticas, o ar puro é para poucos que conseguem pagar, então Ben Richard embarca numa louca disputa
via telinha para salvar sua filha, um jogo macabro onde ninguém sai vivo.

Este livro escrito em 1980 inspirou a sétima arte com o filme O Sobrevivente (The Running Man), estrelado por Arnold Schwarznegger em 1987.




Minha opinião

A resenha de hoje é especialmente pra quem diz que não lê Stephen King porque tem medinho.

Em 2025, Ben Richard se vê em um mundo onde as pessoas se divertem vendo o sofrimento dos outros atrás de realities shows violentos onde pessoas morrem todos os dias.

Se vendo sem dinheiro para cuidar de sua esposa e filha, Ben se vê obrigado a se inscrever em O sobrevivente, onde o participante será caçado até a morte e se sobreviver ganhará muito dinheiro.

Esse livro foi escrito como Richard Bachman, que é um pseudônimo que o King usava e uma característica do King escrevendo como Bachman é o grau de violência elevado, e nesse livro fica ainda mais evidenciado.

O concorrente como a maioria dos livros do King é carregado de criticas a sociedade.


Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário