Em a culpa é das estrelas câncer editora intrínseca gus hazel intrínseca john green livro livros que viraram filmes okay? okay. resenha romance the fault in our stars

Resenha: A culpa é das estrelas - John Green

Livro: A culpa é das estrelas
Autor: John Green
  Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Nota: 


Sinopse

Hazel foi diagnosticada com câncer aos treze anos e agora, aos dezesseis, sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. Ela sabe que sua doença é terminal e passa os dias vendo tevê e lendo Uma aflição imperial, livro cujo autor deixou muitas perguntas sem resposta. Essa era sua rotina até ela conhecer Augustus Waters, um jovem de dezessete anos que perdeu uma perna devido a um osteosarcoma, em um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Como Hazel, Gus é inteligente, tem senso de humor e gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, eles embarcam para Amsterdã para procurar Peter Van Houten, o autor de Uma aflição imperial, em busca das respostas que desejam.

Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.


Minha opinião


Hazel tem câncer desde os treze anos, mas consegue ter uma vida normal dentro do possível graças a uma droga super poderosa. Agora com dezesseis anos, resolveu frequentar um grupo onde outros jovens com câncer vão para poder contar suas experiências e é assim que ela conhece Gus.

"Nem todo mundo que chega na sua vida, vem com a intenção de ficar. Da mesma forma, que nem todos os que se foram, queriam partir."


Gus e Hazel dividem experiências parecidas, então acabam se aproximando, quando se vê apaixonada por Gus, Hazel resolve apresentar a ele o seu livro favorito que se chama “Uma aflição imperial” e revela que esse livro levantou muitas questões que a fizeram mandar cartas para o autor, mas nunca foram respondidas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, Gus consegue ir com Hazel para Amsterdã em busca de Peter Van Houten o autor de “Uma aflição imperial”.

"É, não podemos escolher se seremos feridos ou não. Mas podemos escolher quem nos ferirá…"

Esse foi um dos primeiros livros que li quando iniciei a minha vida literária, então eu tenho um carinho enorme por ele. Esse livro tem uma carga emocional muito grande, o jeito que o John Green aborda o câncer é super sensível, ele não dá foco somente a doença ou ao romance, o foco principal nesse livro é o companheirismo, eu já disse isso antes e vou dizer novamente, John Green é um dos poucos escritores que sabe escrever sobre adolescente sem ser chato.

"Mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida de pessoa."

A culpa é das estrelas é um livro cheio de emoção e ensinamentos, com personagens carismáticos e que é impossível que não se apaixonar, inclusive o Gus é meu crush literário até hoje haha. Vocês já devem estar carecas de ver resenhas sobre esse livro, mas como tem muita gente que ainda não leu é a minha obrigação espalhar a palavra desse livro haha.

Okay?
Okay.

Você pode adquiri-lo aqui.

Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

6 comentários:

  1. Li em 2014 (tenho um caderno com dia, mês e anos dos livros lidos) e mesmo assim a história é nítida em meus pensamentos, por ser uma história tão forte e ao mesmo tempo sensível é difícil esquecer...
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Eu li esse livro há muuuito tempo, mas me lembro de ele realmente ser emocionante e ter uma história...inesperada, né? Adoro essa história. Repassei meu livro para a minha avó que comentou ter assistido o filme e adorado, achei que seria bacana ela lê-lo.

    ResponderExcluir
  3. Livro lindo e inspirador, vi o filme e me emocionei demais, a história é muito tocante. Leitura que vale super a pena!

    ResponderExcluir
  4. Li o livro e vi o filme, ambos incríveis e tristes. Gostei muito da escrita do autor, achei o livro surpreendente em certos aspectos, mas confesso que logo no início adivinhei qual dos dois não sobreviveria até o final.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ai amiga eu lembro da época em que todo mundo falava desse livro no mundo dos bookstagram e booktubers. Eu estou com muita vontade de ler esse livro pq eu ainda não assisti ao filme então não sei o que acontece no final nem nada. Amei o post miga. Me deixou com mais vontade de ler esse livro ainda <3

    ResponderExcluir
  6. Nossa, faz anos que li esse livro. Lembro que na época que o filme estava em alta eu comecei a entrar nesse mundo da literatura, então acabei lendo. Diferente da maioria das pessoas, eu não chorei... e nem gostei do livro, mesmo ele meio que sendo escrito pra agradar pessoas mais novas hehe. Acho que o autor definitivamente não funciona comigo, porque li Cidades de Papel dele também, e achei horrível!
    Seu post me deixou nostálgica <3

    ResponderExcluir