Em editora arqueiro ficção gayle forman jovem adulto livro resenha se eu ficar young adult

Resenha: Se eu ficar - Gayle Forman

Livro: Se eu ficar
Autora: Gayle Forman
  Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Nota:⭐⭐⭐


Sinopse

NÃO SEI MAIS SE PERTENÇO A ESTE MUNDO. NÃO SEI SE QUERO ACORDAR.


Em um piscar de olhos, tudo muda. Mia não tem nenhuma lembrança do acidente, mas vê seu corpo em meio aos destroços do carro, ao lado dos pais e do irmão.

Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida e recordar seu passado feliz, pensando no que perdeu, no que deixou para trás.

Recebendo a visita de amigos, de parentes e do namorado, Mia se depara com um futuro desconhecido. Ela precisa tomar a decisão mais difícil de todas: se ainda vale a pena ficar ou se deve partir para sempre.

Comemorando 10 anos de lançamento, Se eu ficar se mantém como uma história atemporal sobre dor e esperança, amor e memória, e sobre as escolhas que devemos fazer quando tudo parece perdido.


Minha opinião

Mia é a típica adolescente americana, frequenta a escola, toca um instrumento, tem um crush e uma família amorosa.

Em um dia de muita neve, a aula de Mia e de seu irmão é cancelada, então para aproveitar a folga ela e a família decidem pegar a estrada. Tudo corria muito bem, até acontecer o acidente que mudou sua vida pra sempre.

A última coisa que Mia se lembra é de estar sendo tirada dos escombros. Já no hospital, Mia se vê fora do seu corpo e nas próximas 24 horas terá que tomar uma importante decisão.

Esse livro foi meu primeiro contato com a Gayle e adianto logo que não se trata nem de romance ou de um drama adolescente.

Se eu ficar traz questões muito mais complexas, que no auge da adolescência é ainda mais complicado decidir. A escrita da Gayle é muito envolvente e consegue com facilidade que nos coloquemos no lugar dos personagens.

Você pode adquiri-lo aqui.

Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

3 comentários:

  1. Eu não o livro, mas assisti o filme. Achei legalzinho, mas o que mais gostei foi as passagens sobre o amor de Mia pela música. O final não foi como eu esperava na época, fiquei curiosa para saber o que aconteceria a seguir mas confesso não ter sentido vontade de ler o primeiro livro nem a continuação.

    Não sabia que a Editora Arqueiro tinha lançado uma edição desse título, só conhecia a famosa da editora Novo Conceito.

    Au revoir <3
    https://tecerfloresecheirarlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Desconhecia essa nova edição! Também foi minha primeira experiência com a autora e gostei muito da leitura, agora lendo sua resenha percebi que já não lembro mais dos detalhes. Esta na hora de uma releitura...
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Que decisão difícil a da Mia, ainda mais quando se trata de uma adolescente, e quando nos referimos a questões complexas a esta faixa etária, assim como quando teriam tudo para ter momentos agradáveis com a família e o pior acontece! Não conhecia a obra! Anotando a dica!

    ResponderExcluir