Em Alex Maleev Darkside books graphic novel Marc Guggenheim mistério n stephen king suspense terror

Resenha: N. - Stephen King

Graphic Novel: N.
Autor: Stephen King
Roteiro: Marc Guggenheim
Arte: Alex Maleev
  Editora: DarkSide Books
Páginas: 128
Nota: ⭐⭐⭐⭐+🧡


Minha opinião

Bem, dessa vez resolvi começar sem postar a sinopse antes porque achei que a sinopse revelava demais.

Começamos a Graphic Novel com a carta de Sheila para um velho amigo de infância. Sheila é irmã do psicanalista Dr. Bonsaint. Ela está buscando mais respostas sobre o envolvimento dele com o paciente N. e como ele impactou a vida do psicanalista.

N., que pelos registros de consultas do psicanalista descobrimos ser Nathan. Um contador que tem como hobby a fotografia.

Ele procura o psicanalista para seu caso de TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo), no entanto, N. sabe muito bem o que pode ter ocasionado o TOC nele.

Um dia em suas andanças para tirar novas fotos, ele parou nas Terras de Ackerman. Um local reservado com pedras no terreno dignas de Stonehenge. No entanto, algo intriga N. A olho nu, N. pode jurar que conta apenas sete pedras, mas quando olha pela câmera ele vê oito.


É aí que N. começa a ficar completamente obsessivo por contar. Tudo que ele faz envolve números e há o sentimento de números bons e ruins. Obsessão por números pares e organizar as coisas alinhadas ou em círculos. Será que o psicanalista será capaz de ajudá-lo? Será que há uma maneira de acabar com essa maldição?

N. é uma Graphic Novel que entrou para as minhas favoritas. Lógico que eu sou muito fã da escrita do Stephen King, mas lendo o conto, que está presente no livro "O cair da noite" é possível perceber o ótimo trabalho que Marc Guggenheim no roteiro.

É óbvio que um conto, especialmente os do King que costumam ser imensos, tem muitos mais detalhes, mas Marc soube muito bem captar a essência do conto e trazer uma Graphic Novel incrível.


É simplesmente impossível largar essa Graphic Novel. Você sente toda a angústia dos personagens, quase se vê enlouquecendo com cada detalhe e isso te dá uma curiosidade imensa para saber o desfecho e quando chega nele, é simplesmente brilhante!

Stephen King consegue fazer uma narrativa intrigante e trazer muitos detalhes sem revelar muito. Então os detalhes te levam a ler mais e mais e a falta de revelações faz a sua imaginação fazer todo o trabalho. E aqui na Graphic Novel, Marc e Alex souberam honrar isso. Porque embora seja uma obra bem visual, eles procuram mexer mais com o nosso psicológico que revelar demais.

"A realidade é um mistério, Dr. Bonsaint, e essa textura cotidiana sobre tudo é o pano que usamos pra cobrir, pra mascarar o brilho e as trevas. Mas tem lugares em que o tecido fica esgarçado e a realidade é mais tênue. O rosto por baixo das coisas vem espiar..."

O final da Graphic Novel é diferente do conto, no entanto, não achei uma mudança ruim, só é mais uma afirmação das informações que coletamos durante o conto. Talvez não fosse necessário, mas acho que deu um bom toque pro final da Graphic Novel. Talvez nesse formato o final original não teria o mesmo impacto.

É as imagens falam por si, né? As artes de Alex Maleev são de tirar o fôlego e a DarkSide Books acertou em cheio em trazer essa edição para o Brasil.

Recomendadíssimo!

Você pode adquirir a Graphic Novel aqui.

Por Amanda Rocha


Posts Relacionados

4 comentários:

  1. Fico feliz que você tenha gostado!!
    E eu não imaginava uma leitura nessa intensidade, apesar de conhecer toda maestria de King. E gostei também que é uma obra que eles procuram mexer mais com o nosso psicológico que revelar demais. Amo isso!!
    Está linda internamente, outra edição impecável da editora.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. King sabe usar nossa mente como preenchimento de suas obras, parece que ele tem um número de possibilidades em mente e meio que pode prever isso, assustador rs. Ele é monstruoso no que faz e eu amo esse formato, certamente vou "caçar" esse :)

    ResponderExcluir
  3. Que interessante! Fiquei curiosa para ler King nesse novo formato, deve ser uma experiência no mínimo instigante. E o final diferente dá mais vontade ainda de saber como será o desfecho!

    ResponderExcluir
  4. Gente, tenho Ao Cair da Noite aqui em casa e ainda não li, mas agora vou começar e vou direto nesse conto pra depois adquirir a graphic novel. Tenho certeza de que vou gostar, King não decepciona. Ótima resenha ♥

    ResponderExcluir