Em comédia romântica e se fosse verdade editora suma livros que viraram filmes marc levy resenha romance

Resenha: E se fosse verdade - Marc Levy

Livro: E se fosse verdade
Autor: Marc Levy
  Editora: Suma
Páginas: 256
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

Autor francês mais lido em todo o mundo, Marc Levy deve em muito o sucesso de suas vendas e críticas positivas a E se fosse verdade..., livro que marcou sua estreia literária.

O romance nasceu da ideia de Levy, à época um empresário de sucesso, escrever uma história para seu filho, para que ele a lesse quando chegasse à idade adulta.

Lauren é uma jovem médica com muito potencial: faz residência no San Francisco Memorial Hospital, na Califórnia. Porém, sua carreira promissora é interrompida quando ela é vítima de um grave acidente de carro e fica em estado de coma.

Com morte cerebral confirmada, ela acorda e descobre que está fora de seu corpo – incomunicável como um fantasma. De forma misteriosa, Lauren consegue ser vista apenas pelo solitário Arthur, o novo inquilino de seu apartamento.

Cético, ele leva algum tempo para acreditar na história da invasora, mas logo o sentimento entre os dois se torna algo a mais. Sem esperanças, os médicos e a família da jovem decidem fazer a eutanásia. Agora, o casal terá que lutar para salvar o corpo de Lauren, e descobrir alguma forma de reuni-lo com sua consciência.


Minha opinião

Lembra-se do filme com Reese Witherspoon e Mark Ruffalo que passava na sessão da tarde? Pois bem, hoje iremos apresentar o livro.

Lauren estuda medicina, mas já tem um cargo no hospital, um dia ela sai apressada do trabalho para comparecer a um encontro, mas acaba sofrendo um acidente e acaba sendo internada em coma no hospital onde trabalha.

Arthur é um arquiteto que se muda pro antigo imóvel de Lauren, ele julga estar sozinho no apartamento, mas um dia, ao tomar banho, dá de cara com Lauren e  começa a questionar sua sanidade quando descobre que a moça não está  realmente lá.

Juntos, Lauren e Arthur descobrem que o espírito da moça está vagando por aí,
agora eles precisam se juntar para que ela possa recuperar seu corpo.

E se fosse verdade é aquela comédia romântica que aquece nosso coração e é
perfeita para ler em uma tarde chuvosa com uma xícara de café ou de chá.

O filme apesar de ter algumas diferenças, tipo os nomes dos personagens, vale
tanto a pena quanto o livro. Falamos um pouquinho sobre ele no post de Top 10 Comédias Românticas dos anos 2000.

Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

1 comentários:

  1. Eu assisti primeiro o filme e só depois de um tempo que fiquei sabendo do livro por uma amiga.
    Tem mesmo suas diferenças, mas esse foi um caso que amei muito mais o filme. Tanto que já assisti várias vezes.

    bjs

    ResponderExcluir