Em editora intrinseca john green resenha romance tartarugas até lá embaixo toc transtorno compulsivo obsessivo young adult

Resenha: Tartarugas até lá embaixo - John Green

Livro: Tartarugas até lá embaixo
Autor: John Green
  Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Nota:⭐⭐⭐

Sinopse

Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma  legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá embaixo.

A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá- lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros  inesperados, fanfics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.

Minha opinião

Aza Holmes está no auge da sua adolescência, mas ela está longe de ter uma vida normal.

Aza tem ansiedade e TOC, o que atrapalha muito sua interação com outras pessoas, um exemplo de pensamentos que povoam a cabeça de Aza é pensar que todo seu corpo será devorado por bactérias. Manter contado físico com outra pessoa? Nem pensar.

Daisy é a melhor amiga de Aza e envolve as duas em muita confusão quando descobre que um milionário sumiu e está sendo oferecida uma recompensa de 100 mil dólares para quem der informações que levem a ele.

A confusão é armada quando Daisy lembra que Aza conhece o filho do milionário – Davis-. Mesmo não tendo contato com Davis há anos, Aza resolve aceitar a aventura proposta por Daisy.

Eu já li 4 livros do John Green antes desse, mas nunca deixo de me surpreender em como a escrita de John Green é maravilhosa, e na minha opinião ele é um dos poucos escritores que sabe escrever sobre adolescentes sem deixar tudo chato.

Outra coisa incrível na escrita dele é a forma como ele nos faz submergir na história, essa em especifico é um retrato da vida do autor, que também tem TOC.  É incrível como ele consegue nos fazer sentir as mesmas agonias sentidas por Aza e primeiramente por ele em sua vida.

Tartarugas até lá embaixo é um livro primeiramente sobre amizade e superação pessoal, temos um toque de humor, mas John Green sempre coloca um pitada de humor ácido que é tão característico de sua escrita, então o livro não tem nenhum momento de melação.

Enfim, leiam esse livro.

Você pode adquiri-lo aqui.

Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário