Em boneco de pano daniel cole halloween leitura coletiva leitura coletiva dark resenha suspense thriller

Resenha: Boneco de pano - Daniel Cole

Livro: Boneco de Pano
Autor: Daniel Cole
  Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Nota:⭐⭐⭐
Leitura de Setembro da Leitura Coletiva Dark

Sinopse

O thriller de Daniel Cole me fez virar as páginas sem parar. É um impressionante livro de estreia – sombrio e surpreendentemente engraçado.” – Gregg Hurwitz, autor de O sobrevivente “Boneco de pano é um livro viciante, com personagens maravilhosos e um serial killer totalmente imprevisível. É o melhor thriller de estreia que eu já li.” – Rachel Abbott, autora de Apenas os inocentes VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER. O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano. Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf. Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar. Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.

Minha opinião

Wolf se dedica totalmente ao seu trabalho, depois de ter se divorciado, essa é a única coisa que ele tem, e agora ele foi desafiado.

Um corpo e uma cena do crime, aparentemente tudo normal e comum, certo? Errado. O corpo tem seis partes de pessoas diferentes.

Além desse corpo misterioso, também aparece uma carta contendo seis nomes e seis datas e o último nome é o do detetive Wolf e agora ele precisa correr contra o tempo para salvar a si mesmo e as outras possíveis vítimas.

Decepção é a palavra pra esse livro. Tinha tudo pra dar certo, a ideia inicial é incrível, mas o autor não soube fazer funcionar, na metade do livro já desvendamos o mistério.

Não tem coisa pior em um thriller do que não ser surpreendido.
É um livro bem fraco, mas eu sempre recomendo que leia para tirar sua própria conclusão.

Você pode adquiri-lo aqui.

Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

2 comentários:

  1. Oi, tudo bem? Estou adorando as recomedanções de livros com esse tema de halloween. Nunca li e esse e não conhecia o autor, mas fiquei interessado. Bem no clima mesmo. Esse filtro q vc colocou é bem legal kk

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo em partes com você. A proposta dele é incrível e tinha tudo para ser um grande thriller, mas a partir de determinado ponto ficou meio cansativo e previsível. Mas também não achei tão ruim assim, até que foi uma boa distração, mas com certeza poderia ter sido bem melhor. Engraçado é que, quando eu li esse livro, o confundi com Boneco de Neve, do Jo Nesbø. E Boneco de Neve é BEM melhor que esse, então eu não entendi porque todo mundo elogiava tanto, sendo que o livro era bem normalzinho. Só depois percebi que estava confundindo kkk

    ResponderExcluir