Em a incendiária biblioteca king editora suma ficção científica resenha stephen king suma das letras

Resenha: A incendiária - Stephen King

Livro: A incendiária
AutorStephen King
EditoraSuma
Páginas448
Nota
Sinopse

Uma criança com o poder mais extraordinário e incontrolável de todos os tempos. Um poder capaz de destruir o mundo. Após anos esgotado no Brasil, Incendiária volta às livrarias como parte da Biblioteca Stephen King, coleção de clássicos do mestre do terror em edição especial com capa dura e conteúdo extra.

No livro, Andy e Vicky eram apenas universitários precisando de uma grana extra quando se voluntariaram para um experimento científico comandado por uma organização governamental clandestina conhecida como “a Oficina”. As consequências foram o surgimento de estranhos poderes psíquicos — que tomaram efeitos ainda mais perigosos quando os dois se apaixonaram e tiveram uma filha. Desde pequena, Charlie demonstra ter herdado um poder absoluto e incontrolável. Piro cinética, a garota é capaz de criar fogo com a mente.

Agora o governo está à caça da garotinha, tentando capturá-la e utilizar seu
poder como arma militar.
Impotentes e cada vez mais acuados, pai e filha percorrem o país em uma fuga desesperada, e percebem que o poder de Charlie pode ser sua única chance de escapar.


Minha opinião

A incendiária é um livro bem diferente do que Stephen King costuma escrever,
ainda mais contando o fato de que o livro tem um final bom.

O livro narra a história de Andy e Charlie fugindo e foca muito nessa relação de pai e filha, quem lê Stephen King sabe que ele escreve muito bem sobre crianças e infância, então rapidamente nos apegamos a Charlie.

Contudo, não seria um livro do Stephen King se não tivesse aquela enroladinha básica, então sim, chega uma hora que o ritmo do livro fica mais lento, mas em  nenhum momento eu pensei em desistir.

Não é um livro cheio de referências sobre o universo do King, mas vale a leitura pra conhecer um tipo diferente de escrita do autor.

Você pode adquirir aqui.

Por Priscila Biancardi

Posts Relacionados

2 comentários:

  1. Olha, mais um para minha lista. Ele é bom nesse papo de prender, parece saber dosar medo e curiosidade como poucos.

    ResponderExcluir
  2. King é um dos meus autores preferidos e meu objetivo é ler absolutamente tudo que ele escreveu. Esse é um dos que eu ainda não li, mas o farei em algum momento. Estou surpresa que exista um livro do King com final bom! ahaha Eu estou lendo o mais novo dele, o Instituto e já vi uns comentários que tem certa relação com A Incendiária por conta de crianças com poderes sofrerem uma certa perseguição.

    ResponderExcluir