Em Darkside books darkside editora DarkSide Graphic Novel editora darkside graphic novel Jamie S. Rich Jöelle Jones Josie Schuller Lady Killer

Resenha: Lady Killer - Jöelle Jones e Jamie S. Rich

 Livro: Lady Killer
Autor: Jöelle Jones e Jamie S. Rich
Editora: DarkSide Books
Páginas: 288
Nota:⭐⭐⭐⭐
Leitura do mês de Setembro no projeto DarkSide Readers Team.

Sinopse

Josie Schuller é uma esposa dedicada, uma mãe amorosa e... uma assassina de aluguel. Ela é capaz de equilibrar os deveres de uma típica dona de casa norte-americana dos anos 1960 com uma porção de assassinatos a sangue-frio, até que um pequeno deslize faz com que seu chefe ameace aposentá-la de vez. Com texto afiado de Joëlle Jones em parceria com Jamie Rich, e ilustrações matadoras da própria Jones (trocadilhos 100% intencionais), Lady Killer: Graphic Novel é o mais novo lançamento da DarkSide Graphic Novel, e perfeito para quem caiu de amores por Lady Killers: Assassinas em Série, o livro assombrosamente espetacular de Tori Telfer, com perfis de mulheres reais que cruzaram a linha. Lady Killer começa com uma cena impactante: Josie, se apresentando como uma revendedora da Avon, entra disfarçada na casa de uma mulher ― sua mais nova vítima ― apenas para deixá-la sangrando no chão da cozinha algum tempo depois e… droga, a meia-calça dela acabou de rasgar. O quadrinho nos apresenta a uma heroína independente e corajosa que vive em um dos momentos mais transformadores da história norte-americana: a segunda onda do feminismo, um período de atividade em prol dos direitos das mulheres que começou nos Estados Unidos e se espalhou por diversos outros países ― e que fomentou discussões importantíssimas como a conscientização do uso de métodos anticoncepcionais, e o combate à violência física e ao assédio sexual tanto no lar quanto no ambiente de trabalho. Lady Killer mescla ação, morbidez, sangue e humor, e seus diálogos ironizam muito do que se pensava sobre as mulheres na época, dentro e fora de casa. Ninguém faz ideia de que Josie leva uma vida dupla: seus vizinhos acham que ela é um doce de pessoa. E, bem, ela é. Exceto quando está em uma missão. O Sonho Americano de Josie e sua família está em perigo, mas será que isso é um problema tão grande assim? A arte de Joelle Jones é um assombro à parte, carregada de cores vibrantes, respingos e traços fortes. Seu estilo é perfeito para as cenas de ação e também para o slice of life em que vemos Josie cuidando das filhas com seus vestidos acinturados e saltos altos. Lady Killer chega para os leitores brasileiros em uma edição matadora, com capa dura e o tratamento especial de tirar o fôlego ― até ele acabar ― que você já conhece. Mais um título de respeito da DarkSide Graphic Novel direto para a sua coleção. E que coleção! Os leitores da DarkSide® Books já se perderam nos becos escuros de Berlim com Atômica, tiveram pesadelos com Floresta dos Medos e conjuraram um espírito traiçoeiro em Francis… e agora é hora de acompanhar Josie em uma história de espionagem, sobrevivência e muito girl power. Tudo isso enquanto ela cuida de suas duas filhas gêmeas, lida com uma sogra bisbilhoteira e faz malabarismos com uma missão que deu errado. Não cruze o caminho dela.


Minha opinião

O projeto DarkSide Readers Team acertou mais uma vez na escolha da leitura!

Josie é uma mulher de meia-idade com a vida que esperavam de uma mulher nos anos 60: dona-de-casa. Sempre com a casa impecável, as filhas bem cuidadas, comida feita, vestidos com saias rodadas ou lápis e sempre no salto e maquiada, ou seja, a idealização da mulher submissa.

No entanto, Josie possui um segredo: bem antes de se tornar essa mulher bela, recatada e do lar, ela se tornou assassina de aluguel. Matando por dinheiro, mas sempre mantendo a pose, ninguém nem suspeita da sua jornada dupla.

Há 15 anos nesse cargo, Josie já está cansada dessa vida de matadora e quer se dedicar à sua família, mas para isso precisará encarar um baita obstáculo: seu chefe, que acredita que nesse tipo de emprego ou você sai morta ou você sai defunta. E ele ainda conta com seu fiel escudeiro Peck, que além de matador, é um cafajeste de marca maior.

Será que ela conseguirá sair dessa e escapar das mãos de Peck e seu chefe? Será que ela se habituará à vida de dona-de-casa depois de tanto tempo atuando no crime?

Lady Killer é uma Graphic Novel muito bem construída, e diferente de Meu amigo Dahmer, essa tem as artes coloridas!








Além dos pôsteres a cada capítulo, no final da Graphic Novel tem conteúdo extra com vários pôsteres incríveis que mixam propagandas de coisas do lar da época com situações mórbidas e também umas capas alternativas! É uma arte mais maravilhosa que a outra. Minha vontade é de cortar e emoldurar para colocar pendurada em casa.








Uma Graphic Novel para se ler em menos de uma hora e se encantar pelo trabalho das artistas que acertaram em cheio no enredo e na arte.

E o que falar da edição? A DarkSide fez muito bem em deixar o restante da capa em preto e branco destacando somente a Josie e as cores rosa e amarelo que estão também presentes na sobrecapa. As cores vivas e chamativas dessa forma deixaram a edição de tirar o fôlego!




Compare abaixo a original com a versão da DarkSide e a contracapa.


Você pode adquirir o livro aqui.

E caso queira participar do @darksidereadersteam, pode falar comigo pelos comentários ou no direct do @darksidereadersteam, @blogsobrealeitura, @cafe_com_leitura, @condutaliteraria ou @leituraenigmatica. O livro de Outubro será Hex.

Ah! E mês que vem tem um evento super legal de Halloween, o #CaveiraNoHalloween, vai rolar #MaratonaDaCaveira e já está rolando sorteio, não deixem de participar!

Por Amanda Rocha

Posts Relacionados

5 comentários:

  1. Essa GN é sensacional, uma das melhores que já li. Nela eu notei uma luta na protagonista em seu instinto assassina em série x maternidade que mexeu demais com Josie, mas tbm curti demais seu modo astuto e voraz de cumprir com seu papel de assassina de alugue. Valeu muito essa leitura. Recomendo para todos!!!

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa leitura, obrigado pela experiência, @darksidereadersteam. 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante essa dualidade na vida da personagem, me lembrou a personagem Alisson da série Orphan Black. Em um momento da trama ela adquiriu o mesmo estilo de vida da Josie, é muito curioso ver esses dois lados (assassina e dona de casa) tão diferentes caminhando lado a lado.

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler essa Graphic Novel, parece ser bem legal e interessante, e sua resenha só me deixou com mais vontade de fazê-lo ainda hahah*-* ancioso pela chegada da minha ♡♡

    ResponderExcluir
  5. Amigaaaaa! Incrivelmente apaixonada por nosso projeto! De coração! Essa GN me foi uma maravilhosa experiência! Minha resenha bsai a qualquer momento! E que venha Hex e a Maratona da Caveira!! Bjs

    ResponderExcluir