Entrevista: Emerson Dantas e Pimenta




Esse é o mês dos parceiros e como já resenhamos todos os livros do Emerson aqui no blog, pensamos que seria bom pra vocês fugir um pouco dos personagens e conhecer a cabeça pensante por trás deles.

Por isso, trouxemos essa entrevista sobre o autor, que ficou famoso pelos seus livros de fantasia mas em sua última obra resolveu se aventurar no romance e fez um belíssimo trabalho mostrando que pode ser bom sair um pouco da zona de conforto. Com vocês: Emerson Dantas e Pimenta!

Muitos escritores se inspiram em pessoas próximas para compor seus personagens. Você se inspirou em alguém próximo para compor seus personagens? Nos fala sobre isso.

Sim sim, desde o primeiro conto que escrevi, desde que eu fazia minhas HQ’s (horríveis) na adolescência, as minhas maiores inspirações eram meus amigos e conhecidos. Com o passar do tempo, me tornando mais observador, percebi que todas as pessoas tem muito a oferecer, e a maioria dos meus personagens são “frankensteins” de pessoas que conheço ou conheci.

🦋🦋🦋


Antes de O mausoléu de borboletas, você publicou outros trabalhos, em sua maioria no gênero de fantasia, agora você veio com um romance, gênero inédito pra você. O que te motivou a partir para essa mudança na escrita?

Em uma sessão com meu coach, o André Seixas, eu percebi que, a minha escrita em Continuum (o terceiro volume da saga Herói) não estava fluindo porque eu estava preso em uma zona de conforto, a fantasia. Decidimos que eu precisava mudar, mesmo que fosse só um exercício mesmo, escrever algo diferente para exercitar, e daí nasceu o mausoléu.

🦋🦋🦋


Como foi para você essa nova experiência de escrever romance?

Muito gratificante! O mausoléu de borboletas era só um exercício de escrita criativa, e ao fim, eu me apeguei tanto à história e aos personagens que eu vi a necessidade de publicar, e surpreendentemente os leitores tem gostado muito! O que em deixa muito feliz.

🦋🦋🦋

Existe algum outro gênero além de romance e fantasia que você gostaria de se aventurar a escrever?

Então... partindo da fantasia, eu já escrevi terror, ficção científica, e agora esse romance realista, acho que o próximo passo vai ser a poesia mesmo, mas ainda acho que não consigo. Poesia exige demais da gente (risos).

🦋🦋🦋


Agora deixando um pouco de lado as suas obras, vamos falar um pouco mais do Emerson. Qual é o seu gênero literário preferido e por quê?

É... Sempre fui grande leitor de fantasia. Desde criança era daqueles que viva no mundo da lua. Com a idade adulta me veio o interesse por conhecer outros gêneros, mas a fantasia ainda é meu gênero favorito.

🦋🦋🦋

Todo escritor tem suas referências, quais são as suas?

Eu tenho como referência muitos escritores, o Machado de Assis é um grande exemplo do que eu admiro, a forma como ele trata a palavra e leva o leitor até onde ele quer, mas sem subestimá-lo. O Gabriel Garcia Marquez,com aquele realismo fantástico elegante, o Zafón e a narrativa cativante... são tantos...

🦋🦋🦋


Poderia deixar uma mensagem sobre o que é escrever para nossos leitores?

Escrever já é parte da minha vida. Eu fico mais da metade do meu dia fabulando, ressignificando a realidade. É terapêutico, é minha forma de fazer as pazes com o mundo. Pra mim, a vida é uma narrativa que, como em qualquer bom livro, permite olhares em diversas perspectivas, e como escritor eu quero que as pessoas percebam isso.
Queria aproveitar e agradecer muito a oportunidade e o carinho que vocês tem comigo e com meus “filhos”. Para um escritor independente, o trabalho de blogs como o de você é importantíssimo. Desejo muito sucesso e muitos livros, de coração, obrigado!

🦋🦋🦋

Nós que agradecemos, Emerson! Muito obrigada pela disponibilidade e confiança no nosso trabalho.

Espero que tenham gostado de conhecer melhor o Emerson. Se quiserem adquirir seus livros, vocês podem adquirir aqui. Lembrando que eles são gratuitos para Kindle Unlimited.

Aqui no blog temos resenha de O mausóleu de borboletas, Herói e Anverso se quiserem conferir antes de adquirir.

Por Amanda Rocha e Priscila Biancardi

Talvez você também goste

0 comentários