Resenha: O adulto - Gillian Flynn

adulto-1

Livro: O Adulto
Autora: Gillian Flynn
Editora: Intrinseca
Páginas: 59
Nota: 5/5


Sinopse


Vencedor de um Edgar Award, O adulto, de Gillian Flynn é uma homenagem às clássicas histórias de terror.


Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes.
Certo dia, ela atende Susan Burkes, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação.
No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance.
Em seu estilo inconfundível que arrebatou milhares de fãs, Gillian Flynn traça surpreendentes e intrigantes perfis psicológicos dos personagens e tece uma narrativa repleta de suspense ao mesmo tempo em que brinca com elementos clássicos do sobrenatural.






Minha opinião


Gillian Flynn é a rainha do plot twist.
O adulto é um conto, não passa de 60 páginas, mas a autora conseguiu usar muito bem essas poucas páginas.


Enquanto lia o livro tinha certeza que sabia exatamente o que estava acontecendo, mas a maravilhosa Gillian Flynn me dá um banho de "achou que sabia o que tava acontecendo no livro? Achou errado, otária". Nós só sabemos o que acontece de verdade, quando ela quer, ou seja, no final.


O livro tem uma personagem principal super forte, o que é característica dos livros de Flynn. Bom, é difícil falar desse livro sem dar spoiler, então leiam.


Por Priscila Biancardi

Talvez você também goste

0 comentários