Entrevista traduzida: Stephen King fala sobre Revival

Eu encontrei essa entrevista no YouTube depois de ler o livro e achei tão interessante e divertida que resolvi traduzir pra que vocês pudesse assistir também. Eu gostaria muito de conseguir incorporar legendas no livro para postar, mas como não sei fazer isso e existem outras questões de licença do vídeo, trouxe a tradução aqui no corpo do post mesmo. É só dá o play no vídeo e lê a tradução abaixo.


https://www.youtube.com/watch?v=FS7_I-d5PNk&t=16s

Matt Lauer (ML): Isso é maneiro! Stephen King nos arrepiou a espinha com trabalhos como "O iluminado", nos deu esperança com "Um sonho de liberdade" e seu último livro "Revival" te deixará suando com questões sobre fé, Deus e o que está além da morte.


Stephen King, sempre bom te ter aqui


Stephen King (SK): Obrigado, é bom estar aqui


ML: Vamos falar sobre o reverendo Jacobs, ok? Ele é um cara que perdeu a fé na religião, virou as costas pra Deus por causa de uma tragédia na sua vida envolvendo sua família.  Ele vai ao púlpito em sua pequena cidade e faz um sermão severo sobre religião que vai tão longe quanto compará-la a uma fraude de seguros


SK: Isso


ML: O entusiasmo com que você escreveu esse sermão me faz pensar que você estava querendo entregá-lo há muito tempo


SK: Eu não diria que eu queria entregá-lo há muito tempo, mas eu estava interessado no reverendo Jacobs, ele é um cara com fé religiosa, eu cresci numa família cristã, metodista, e eu acho que pessoas com muita fé são mais propensas a cair


ML: Esse cara, como eu disse, compara a religião com uma fraude de seguros. Você paga, paga, você acredita, acredita pensando que no fim terá um grande retorno e você descobre que a companhia nem mesmo existe. Você se preocupa em ofender as pessoas ou os leitores fiéis de Stephen King sabem onde você está mentindo?


SK: Eu gosto de pensar que as pessoas (hahaha) sabem diferenciar o personagem do cara que o escreveu porque eu já escrevi muitas coisas horríveis na minha vida, se eles não podem diferenciar, quero dizer, ei pessoal, eu sou do bem, sabe, eu sou (faz cara séria), mas claro que eu diria isso, não diria?


ML: Exato, você nos enganaria.
Vamos falar de alguns assuntos fortes que você aponta no livro, ok? Fé e ciência, a existência de Deus. Nesse estágio da sua vida, você acredita em Deus?


SK: Acredito. Eu decidi acreditar em Deus porque é melhor acreditar que não acreditar. É... eu cheguei a essa conclusão quando percebi que tinha problemas com drogas que eram maiores do que eu poderia resolver sozinho e então, era mais fácil dizer, bem, se eu tenho um poder maior que eu mesmo, tudo bem, eu posso usá-lo pra fazer a vida possível de viver e boa!


ML: E sobre o que há além da vida? Essa ideia da vida após a morte? Eu estava lendo uma entrevista sua que você disse que você desenvolveu uma visão bem agnóstica da vida após a morte, quase uma teoria neurológica


SK: Sim


ML: Quanto ao porquê ela pode existir ou as pessoas possam talvez falar sobre ela


SK: Bem, eu acho que pode ser que nós estejamos conectados de certa maneira a certos circuitos abertos que quando você está morrendo te dá uma carona, que me parece que faria parte do mecanismo de sobrevivência orgânica e que explicaria os fenômenos de luz que as pessoas têm. Contando que o que está depois não seja desvantajoso e acreditando que há um céu ou um campo elísio, certo? Quero dizer, é uma situação ganhar-ganhar, se não houver, não saberemos


ML: Você tem medo da morte?


SK: Não acho que tenha medo da morte tanto quanto tenho medo da doença de Alzheimer ou coisas assim, sabe, problemas físicos


ML: Você se preocupa com o poder de pensar em perder o poder do pensamento e de se expressar


SK: Sim, e tenho que dizer que uma das coisas que direcionou esse livro é que sou curioso sobre essa experiência que todos passaremos. Dizem que na vida só estamos certo da morte e dos impostos mas como alguns pessoas não pagam seus impostos, então só há uma certeza (hahaha)


ML: Uma das coisas que você disse, exato, infelizmente, uma das coisas que você disse... (é interrompido por Stephen)


SK: E provavelmente você já entrevistou algumas aqui (hahaha)


ML: Provavelmente entrevistarei algumas delas. Você disse que ainda tem medo de falhar, o que eu acho bem difícil de acreditar depois de todo sucesso que você tem. Não acho que precisa se preocupar com isso, realmente, Esse livro é chamado "Revival". Estou na metade dele


SK: Ele tem uma atmosfera assustadora (hahaha)


ML: Oh obrigado, tudo bem, ótimo, era algo que estava esperando


SK: Algo para se esperar no escuro, onde ninguém pode te ouvir gritar (hahaha)


ML: Para, só para, pare com isso (hahaha)






Espero que tenham gostado. Eu confesso que me senti mais próxima do autor ao assistir essa entrevista e sou ainda mais fã dele depois de ver toda essa simpatia e humor.


Por Amanda Rocha

Talvez você também goste

1 comentários

  1. […] resenha aqui. Também tem a tradução de uma entrevista maravilhosa do King falando sobre o livro aqui. Você pode adquiri-lo […]

    ResponderExcluir