Resenha: Jantar secreto - Raphael Montes

  • março 03, 2018
  • By Pedagogia Criativa
  • 2 Comments

PicsArt_03-02-06.57.06.jpg

Livro: Jantar Secreto
Autora: Raphael Montes
Editora: Companhia das letras
Páginas: 360
Nota: 5/5


Sinopse
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.
——————————————————-
Minha opinião
Lindíssimo, falou tudo.
Eu não costumo ler muitos autores nacionais, mas dos que eu li, o Raphael Montes é o melhor disparado.
Jantar secreto aborda um tema polêmico: canibalismo. O livro é super acelerado e quando você pensa que não, já estão acontecendo altas loucuras. Esse é aquele tipo de livro em que torcemos pro “vilão”. E se prepare para se pegar imaginando como deve ser o gosto de carne humana haha. É um pouco difícil falar desse livro sem dar spoiler, porque é um tiro atrás do outro, mas o desfecho do livro é algo que quem tá lendo não consegue imaginar que vai acontecer, então dêem uma chance pra esse livro e outros do autor, no mais, bom apetite.


Por Priscila Biancardi


 

Talvez você também goste

2 comentários

  1. […] essa iguaria exótica? Fica aí o questionamento. A resenha completa você pode conferir aqui e adquiri-lo […]

    ResponderExcluir
  2. […] nosso Instagram, lemos e discutimos “Jantar Secreto”. Como já há uma resenha do livro aqui, feita pela Priscila, resolvi trazer um especial com algumas curiosidades e referências que talvez […]

    ResponderExcluir